Facebook

Sala de Imprensa

11/12/2023

Pesquisadora da UFPel ├ę eleita para Academia Brasileira de Ci├¬ncias


 

A docente do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Luciana Tovo, foi eleita para compor o novo quadro de membros afiliados à Academia Brasileira de Ciências (ABC). A escolha pela docente aconteceu em Assembleia Geral Ordinária da ABC, realizada nesta segunda-feira (4), em que a diretoria tornou pública a eleição de novos membros titulares, correspondentes e afiliados.

Para alcançar a posição obtida pela docente da UFPel, os candidatos são indicados por um membro titular da academia. Comissões de seleção são convocadas para avaliar os currículos dos candidatos e escolher até cinco novos membros afiliados por cada região geográfica brasileira. A categoria “membro afiliado” foi criada em 2007 para destacar jovens pesquisadores de até 40 anos de idade, radicados no Brasil, que possuam trajetória de excelência e carreira promissora.

"Estou profundamente honrada por este reconhecimento, que vejo como um incentivo não apenas à minha carreira, mas também à de jovens pesquisadores brasileiros engajados em contribuir para a ciência em nosso país", diz Tovo. "A conquista desta posição me permite ampliar o alcance de meu trabalho que, como cientista, é o de investigar maneiras de melhorar a saúde e o bem-estar de nossa população”, acrescenta ela.

Pesquisa premiada abordou impacto do estresse entre adolescentes na pandemia

Graduada em Biologia, Tovo começou a se dedicar a pesquisas de iniciação científica na área de neurociência já em 2005. Com doutorado em genética e biologia molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi selecionada como uma das principais cientistas do Brasil pelo júri do prêmio “L’Óreal Para Mulheres na Ciência" em 2020. A geneticista desenvolveu uma pesquisa inovadora para medir o impacto do estresse sobre os adolescentes durante a pandemia, com base em medidas de cortisol capilar dos participantes do estudo de coorte de nascimentos de 2004 em Pelotas, do qual é uma das coordenadoras. A também docente da faculdade de Medicina responde pela coordenação da pós-graduação em Epidemiologia da universidade. Em outubro, foi contemplada com bolsa de seleção internacional para uma capacitação em genômica psiquiátrica pela Sociedade Internacional de Psiquiatria Genética.

Equidade na ciência

“A Luciana recebeu uma distinção em um posto de alto nível de competição. Essa conquista representa não só o reconhecimento ao talento individual da pesquisadora, mas também sinaliza a constância e o vigor da ciência desenvolvida aqui”, comenta o vice-coordenador do PPGEpi, Fernando Wehrmeister.

Pela primeira vez, a eleição deste ano registrou uma maioria de mulheres eleitas para membros titulares, com 60% das posições. De acordo com os diretores, a proporção sublinha uma tendência, cada vez mais refletida dentro da Academia Brasileira de Ciências, rumo à igualdade de gênero em postos de topo da carreira científica. A equidade também foi alcançada entre os membros afiliados, feito que marcou a eleição com 50% de representação feminina.

A cerimônia de diplomação de Tovo e dos membros afiliados acontecerá em conjunto com simpósios científicos regionais. Para a região Sul, a solenidade ocorrerá na segunda quinzena de outubro de 2024.




Fonte: Assessoria de Imprensa





Voltar

Veja Também


Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia - Centro de Pesquisas Epidemiológicas